quinta-feira, abril 19, 2007

Da faculdade de esquecer nomes quando você mais precisa deles


Resolvi virar a mesa, depois de tanto passar vergonha com a minha incapacidade para lembrar nomes. Quando estou tensa então, a coisa piora já que passo ao estágio de amnésia total, acompanhada de descoordenação mental e gagueira - hehehe.

Vou criar um protótipo do ponto eletrônico cola-tabajara, ativado por voz. Um mecanismo muito simples que poderá me salvar toda vez que alguém me perguntar títulos de livros e filmes, nomes de personalidades e até de amigos que não vejo muito. A máquina vai funcionar da seguinte forma: de antemão, gravo todas as perguntas e respostas possíveis, num extenso sistema combinatório. Daí, quando alguém me perguntar um nome, o aparelho é acionado pelo controle de voz, busca a pergunta nos registros e me sopra a resposta.

Tudo isso porque é um frustrante só lembrar nomes quando você não precisa deles.
Aliás, essa história trouxe à tona um temor de criança: os exames orais. Um suplício para uma menina tímida e com "amnésia temporal", fonte de insônia e gastrite. Ai, meu Deus, quem proclamou a independência do Brasil? Foi aquele sujeito, herdeiro do rei de Portugal, que gostava muito de mulher, segundo as más línguas. Quem? Quem? Quem? Quem?????
Preciso de análise, trabalhar o lado direito do cérebro, fazer um ebó, não sei, quem sabe?! Quem? rsrsrsrs [riso nervoso]

Um comentário:

BIANCA disse...

Hahahahahahahahaha.... Tenha certeza absoluta de que você não está sozinha nessa. Sou ótima fisionomista, mas nomes, não é comigo... Cansei de passar por siuações embaraçosas e vergonhosas... Acho ainda pior quando estou com alguém e não posso apresentar a pessoa... Se estou sozinha até consigo perder a vergonha e perguntar: Fulano, me desculpa, mas esqueci seu nome... podre né? E sabe o que é pior, na maioria das vezes as pessoas se lembram do meu nome... Quanto às provas orais e apresentação de trabalhos, bem, sou uma cara de pau nata, no início bate uma timidez, estupida, mas depois que ligo o 'start' vou longe... Vem cá, se bolarem esse aparelho, TAMBÉM QUERO!!!!!