sexta-feira, janeiro 26, 2007

Tempo


Tem horas que bate uma vontade enorme de voltar ao tempo em que o meu tempo não era contado. Deitar numa rede, assim - sem nenhuma culpa, remorso, repressão -, no meio da tarde; ler um livro gostoso que te transporta no embalo da rede para outro lugar. Um chocolate feito sem pressa e biscoitos. Ou apenas um chá, quente, que vai esfriando à medida que me lanço ao livro.

Estou com saudade dessa "mim". Mas sou otimista e acho que esse ano vou conseguir me reencontrar. Para começar, estou mudando de trabalho – pra deixar de ser escrava -, e instalei duas redes em casa. Agora só falta o livro, a preguiça gostosa, o chá e, o mais importante, tempo para mim mesma.

2 comentários:

Bianca disse...

Pois é... Acho que é por isso que poucas vezes consegui dormir à tarde... Sensação de culpa... Aquela mesma que dá quando estou sem trabalhar e não consigo ir à praia... O ritmo de vida é tão acelerado e o estresse tão grande que trabalhando, de férias ou desempregados, não conseguimos mais curtir o tempo livre sem que achemos que estamos fazendo algo errado (quem nos deu esse direito? Por que justo eu mereço relaxar?). Já quando éramos crianças ou adolescentes fazíamos isso sem o menor constrangimento (Que se foda!!!)... Agora somos adultos, responsáveis, há cobranças, há a nossa maldita consciência... Mas, mesmo assim, ainda brigo feio com elas... por mim. Esse fim de semana, após sair do meu emprego na sexta, fui pra Terê... Acreditem andava uma pilha... E, domingo, dormi até 12h e, depois, de 15h às 19h... Hahahaha!!! Sempre acordo cedo e nunca durmo à tarde!!! Nunca me senti tão bem... Mesmo sem saber o que o futuro me reserva, me inscrevi numa academia perto de casa (paguei o trimestre)... Quero cuidar de mim (saúde e corpo, relegados nos últimos meses)... Vou ser mais assídua na fisioterapia (andei faltando por causa do trabalho e meu pé, ainda ruim, não consegue se curar totalmente)... O que eu quero dizer é que quando você dá um basta e diz pra si mesma (agora eu quero cuidar de mim e fazer o que gosto), não há nada que vai desviá-lo de seu objetivo... Afinal não queremos enfartar novos, não é mesmo... Parar para se olhar, se cuidar e fazer o que gosta, às vezes torna-se uma necessidade... Bjs

ARBALSINI disse...

ESTAVA FALTANDO A FOTO DA REDE.... QUE BELEZA... !
MAS NÃO BASTA INSTALAR A REDE... ..

BJS